Mercado

Sebrae no Pará e União Europeia firmam parceria para beneficiar pequenos negócios

Repasse da metodologia ara primeira turma de consultores credenciados foi realizado em Belém

Nos próximos dois anos, mais de 260 empresários de micro empresas paraenses dos segmentos da agroindústria e artesanato receberão apoio para impulsionar seus negócios no mercado internacional com investimento de 386 mil euros, por meio do programa Al Invest 5.0, que integra uma parceria entre a União Europeia, via Cámara da Industria, Comercio, Serviços y Turismo de Santa Cruz (CAINCO) da Bolívia, e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas  - Sebrae no Pará, que iniciou a capacitação de 30 consultores do Sebrae que atuarão diretamente com produtores rurais, artesãos e micro empresas  em 12 municípios do Estado.  

A etapa de treinamento encerrou na última sexta-feira, 28, quando foram entregues os certificados pelas instituições aos consultores.

De acordo com a gerente da Unidade de Mercado do Sebrae, Keila Oliveira, o projeto foi disponibilizado via edital aberto pela comissão europeia para toda a América Latina. No Brasil, apenas o Sebrae no Pará e outra instituição foram  selecionados, que nesta primeira etapa também participou de uma ação de capacitação na Bolívia junto às demais instituições latino-americanas contempladas. 

“Com essa captação de recursos, além de investirmos em capacitação, iremos trabalhar outras ações efetivas de acesso a mercados, ou seja, geração de negócios para que essas empresas ofereçam seus produtos estando aptas a comercializar em outros países”, explicou a gerente.

Keyla também destacou que com a implantação do projeto as empresas deverão ter faturamento de 20%, anualmente, melhorando a capacidade produtiva e empresarial e gerando impacto positivo na economia do estado.

A consultora da Confederação das Associações Comerciais Brasileiras (CACB), Yonara Medeiros, uma das instrutoras da capacitação e que apresentou a metodologia Empreender, reforçou que a ideia é criar núcleos empresariais e estabelecer uma nova forma de apoio às micro e pequenas empresas acessarem oportunidades e necessidades. 

"Quando as empresas atuam em conjunto, é possível ampliar esse atendimento, você tem condições de destinar o mesmo recurso para criar novas soluções, fazer capacitação de funcionários, vender em conjunto ou trazer uma consultoria tecnológica, então, ao reunir dez ou doze empresas do mesmo segmento, que tenham a mesma necessidade, a metodologia pode auxiliar na organização das necessidades desses empresários para encontrar possibilidades de gerar oportunidades que existem no mercado para que possam absorver em conjunto", detalhou a consultora.

Helvécio Magalhães, um dos consultores que receberam a metodologia, diz estar animado com o projeto. "Essa capacitação é a base inicial do programa, está sendo muito interessante conhecer esse processo de organização diferenciado com foco em núcleos produtivos", finalizou.

O Al Invest visa ainda realizar encontros de negócios locais, nacionais e internacionais de modo a inserir produtos dessas empresas no mercado europeu e disponibilizá-los, por exemplo, em outros idiomas, com design diferenciado, com a marca da Amazônia brasileira, com características regionais e valorizando o desenvolvimento sustentável.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa do Sebrae no Pará

(91) 3181 9136

(91) 3181 9137

(91) 3181 9139