Mulher de Negócios premia empreendedoras do Pará

Premiação reconhece o talento e as histórias de empreendedorismo feminino em todo o país

Três mulheres paraenses foram premiadas na noite dessa quinta-feira (17), em Belém, como vencedoras da etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, premiação realizada nacionalmente desde 2004, como forma de reconhecer a trajetória de vida das mulheres e suas histórias de luta e conquistas, para que sirvam de exemplo para outras que pretendem empreender. 

O evento foi no espaço Usina 265. As vencedoras, todas do interior do estado, receberam troféu, certificado e o direito de participação em uma capacitação do Sebrae e de uso do selo de vencedora.

Na categoria Pequenos Negócios a vencedora foi a empresária Jocélia Montelo, de Redenção, município do sudoeste do estado. Determinada a transformar o ofício de cabeleireira em principal fonte de renda, a empreendedora busca sempre aprimorar seus conhecimentos e trazer as mais diversas novidades do mercado para seu salão de beleza. Além de se destacar pela qualidade do serviço, a empresária se dedica ao trabalho voluntário, ajudando na doação de cabelos às vítimas de escalpelamento.

“Estou muito feliz porque esse prêmio é o reconhecimento do meu trabalho. São quinze anos de muito trabalho e muita dedicação na minha área. Ser reconhecida pelo que eu faço não tem preço que alcance essa conquista", disse a empresária.

Amanda Franzoni, do município de Itaituba, também no sudoeste paraense, venceu na categoria Microempreendedora Individual. A empresária decidiu transformar o hobby de produzir bijuterias, que mantém desde os 13 anos de idade, em negócio. Desde então, usa seu talento criativo para criar peças únicas e promover seu produto com grande sucesso nas redes sociais, conquistando clientes de todo o Brasil, de outros países e até mesmo famosos. 

“É o reconhecimento de todo esforço, de todas as superações. É uma emoção que eu nunca tinha sentido na minha vida, algo que eu nunca vou esquecer", disse Amanda.  

Também é de Itaituba a vencedora na categoria Produtora Rural. Cleane Martins, que é da comunidade de Igarapé Preto, aprendeu a cultivar mandioca com os pais e buscou formas inovadoras para produzir e comercializar uma farinha de qualidade, diferenciada no sabor. Com o apoio do Sebrae, descobriu formas de agregar mais valor a seu produto, passando a produzir tapiocas, conquistando grande clientela na cidade com seus mais de 70 sabores. Como líder comunitária, dissemina seus conhecimentos, conseguindo implantar uma agroindústria de processamento da mandioca, melhorando a renda e trazendo benefícios a outros empreendedores do município.

“Eu estou com o prêmio na mão, mas a ficha ainda não caiu, porque o que se ouve falar é que, primeiro, mulheres quase não recebem destaque no mercado, e ser produtora rural quase não tem reconhecimento, mas isso é uma prova de que existem instituições no estado, como o Sebrae, que, além de premiar a mulher, valoriza o nosso trabalho", disse.

As candidatas foram avaliadas em aspectos de gestão relativos, como marketing e vendas, finanças, gestão de pessoas e inovação, além do relato de vida das empreendedoras que colaboram efetivamente com o engrandecimento da atividade empresarial no Pará.

As vencedoras da etapa estadual seguem, automaticamente, para a fase nacional do prêmio, cujo resultado será divulgado em outubro, em Brasília. “Acreditamos que temos condições de chegar à premiação nacional”, disse o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Fabrizio Guaglianone.

_OLHO_

 

Segundo ele, esses exemplos refletem o papel da mulher nos negócios dentro do estado. “Temos uma grande representatividade de mulheres nesse universo empreendedor, que vem se destacando cada vez mais, dando importante contribuição para o fortalecimento da economia do Pará”, observou Guaglianone.

O diretor destacou a participação do Pará na premiação. “Foi nossa melhor participação,  com 587 inscrições, o maior número em nível nacional. Vale ressaltar a participação das mulheres do interior do estado, provando que a premiação não está restrita à capital, mas chega a todas as empreendedoras paraenses”, reforçou.

O Prêmio Sebrae Mulher de Negócios é uma parceria entre Sebrae, a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW). A premiação tem apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

 Mais de três mil mulheres se inscreveram em nível nacional. Serão selecionadas até 81 candidatas, até três por estado mais o Distrito Federal, que participarão da etapa nacional. 

As ganhadoras nacionais serão conhecidas em outubro, durante solenidade na sede do Sebrae Nacional, em Brasília (DF). Elas terão direito a uma viagem nacional para participar de uma missão técnica com foco em capacitação, a um certificado, ao selo de vencedora e ao troféu.

Mais informações:

Assessoria de Imprensa Sebrae

(91) 31819136

(91) 31819137

(91) 31819138

(91) 31819140

Para empreendedores:

Central de Relacionamento Sebrae
0800 570 0800